fbpx

Por que todo advogado deveria ter uma identidade visual?

25 Maio, 2020

A criação da identidade visual é uma das principais etapas da construção da marca do advogado. Nesse texto, explicaremos as vantagens de ter uma boa identidade visual na advocacia.

Todo mundo conhece uma marca de fast-food com arcos amarelos em um fundo vermelho. 

Ou uma marca de aparelhos eletrônicos com um símbolo de maçã.  

Eu não preciso nem dizer o nome dessas marcas. Você, provavelmente, sabe muito bem do que estou falando.  

E isso é incrível. Sabe por quê? 

Porque são marcas que têm um visual tão impactante que se tornaram inesquecíveis.  

Durante muitos anos, a construção de uma boa identidade visual foi deixada de lado na advocacia.  

Mas, hoje, isso pode ser um grande problema. Sobretudo para os advogados que estão começando. 

Afinal, devido à grande concorrência, é fundamental criar maneiras de se destacar no mercado.

Por essa razão, decidi demonstrar porque é necessário ter uma identidade visual na advocacia. 

Nesse texto, você vai: 

  • Saber por que é importante ter uma identidade visual na advocacia
  • Entender melhor o que a OAB diz sobre a identidade visual do advogado
  • Conhecer os principais elementos da identidade visual para advogados

Quer saber mais sobre Marketing Jurídico? Entre no nosso grupo do Telegram 

É essencial ter uma identidade visual na advocacia

Logo para advogados são importantes para identidade visual

Uma identidade visual nada mais é do que o conjunto de símbolos, cores e formatos que distinguem um serviço no mercado.  

Ela pode incluir diversos elementos. Os principais são: 

  • Logo e cores do advogado 
  • Site 
  • Cartão de Visitas 
  • Assinatura de email 
  • Dentre outros elementos.  

Hoje em dia, os principais produtos e serviços do mercado possuem uma identidade visual.  

Isso porque ela é capaz de transformar uma marca em algo único e destacado em meio à concorrência. 

Na advocacia, isso não é diferente.  

Ter uma identidade visual é fundamental para tornar o serviço jurídico algo único e em destaque no mercado. 

(Ainda mais em um mercado com mais de 1 milhão de profissionais.

Em geral, eu posso dizer que há 3 motivos principais pelos quais é essencial o advogado ter uma identidade visual:  

  • Uma identidade visual torna o serviço único e conquista clientes 
  • Uma identidade visual é o sinal mais claro de profissionalismo 
  • Uma identidade visual faz o serviço ser lembrado 

Vou explicar cada um desses pontos.  

1# A identidade visual torna o serviço jurídico único  

Itens da identidade visual do advogado

Eu arrisco a dizer que marcas famosas como a Apple, a Coca Cola e a Nike jamais teriam esse reconhecimento se não possuíssem uma identidade visual tão impactante.  

Afinal, uma boa identidade visual eleva o serviço ou o produto a um outro patamar no mercado.  

Visualmente, ele deixa de ser apenas mais um serviço ou produto e se torna O SERVIÇO ou O PRODUTO da marca X.  

Na advocacia, o impacto pode ser o mesmo. 

Tudo dependerá da maneira como for criada a identidade visual do serviço.   

Quanto maior for a qualidade e a personalização, melhor.  

Afinal, não adianta ter uma logomarca parecida com a de seus concorrentes. 

Por exemplo, a logomarca clássica com a balança da justiça. 

Isso tem pouquíssimo efeito. Primeiro, porque muitos advogados já utilizam; segundo, porque não conta nada sobre o serviço ou sobre o profissional.  

Lembre-se e nunca mais esqueça: a identidade visual deve destacar um serviço no mercado. 

Por essa razão, ela deve ser realmente única. Deve contar um pouco sobre quem é o profissional e o que é o serviço.  

Isso fará com que mais clientes se interessem por você e por seus serviços com muito mais facilidade.  

Vou dar um exemplo bem claro disso. 

O advogado de Direito Trabalhista que me contratou 

Há algum tempo, um advogado trabalhista contratou os serviços do Legalsite (o braço de design da Legalcloud).  

Quando começamos a conversar, ele possuía um pensamento engessado e queria uma logo absolutamente formal e com tons sóbrios. 

Eu, sinceramente, fiquei incomodado com isso.  

Afinal, sendo um advogado trabalhista, por que transformar a identidade visual em algo que não teria nada a ver com a sua área de atuação e com seu público?  

Tive que ser franco com ele e falei: 

“ A identidade visual que você deseja não fará você se destacar e não transmitirá a mensagem do serviço aos seus clientes.” 

Depois disso, expliquei tudo que eu achava com base em meus conhecimentos de design de marcas.  

Afinal, eu sei bem que uma identidade visual que não tem a ver com o serviço e com o profissional tem muito pouco impacto e resultado.  

Ele demorou muito a responder. Disse que estava pensando. 

Para a nossa felicidade, ele aceitou a nossa proposta de fazer algo que tivesse mais a ver com o serviço dele. 

Hoje, ele diz que foi a melhor coisa que poderia ter acontecido.  

Afinal, ele consegue atrair não só mais clientes. Ele atrai mais clientes e clientes mais qualificados! 

Ou seja, que dão match com aquele serviço.  

A moral da história é algo que as mães adoram falar:  “Você não é todo mundo. Faça algo que tenha a ver com a sua personalidade.” 

Não adianta você construir uma logo que não tenha nada a ver com os serviços que você oferece. 

As aparências realmente importam, sobretudo na hora de conquistar clientes.  

Em relação a isso, você pode estar se indagando: a OAB permite a construção de uma identidade visual que não seja extremamente formal?  

E eu tenho tanta preocupação com esse tema que resolvi escrever um tópico específico para isso. 

O que o Código de Ética da OAB fala sobre a identidade visual na advocacia? 

Para começar, vamos ao Código de Ética da OAB.  

Em seu art. 39, é afirmado que: 

Art. 39. A publicidade profissional do advogado tem caráter meramente informativo e deve primar pela discrição e sobriedade, não podendo configurar captação de clientela ou mercantilização da profissão. 

Com essa norma geral, podemos identificar 3 tópicos necessários à identidade visual: 

  1. Deve ser informativa 
  2. Deve prezar pela discrição e sobriedade 
  3. Não pode configurar captação de clientela ou mercantilização 

O tópico 1 e o tópico 3 são muito claros e não parecem haver grandes problemas em relação a eles.  

Afinal, a identidade visual é meramente visual e tem como objetivo personalizar e destacar visualmente o serviço.  

No entanto, o tópico 2 pode gerar um certo medo em alguns advogados que desejam inovar.  Vou esclarecer!

Discrição e sobriedade não significam excesso de formalismo ou tradicionalismo.  

Significam apenas que que a identidade visual não deve violar a dignidade da profissão.  

Construir identidades que tenham a ver com a natureza do serviço jurídico é algo básico para a construção da marca do advogado. 

2# A identidade visual do advogado é um bom sinal de profissionalismo  

Papel timbrado e cartão de visitas para advogados

Como eu sempre digo, a advocacia é uma profissão de confiança.  

Para isso, é necessário haver profissionalismo.  

E uma boa maneira de demonstrar o profissionalismo de um advogado ou escritório é construindo uma boa identidade visual. 

Se você acha que isso não é tão relevante, vamos fazer um teste rápido.  

Imagine só que há dois advogados, ambos com o mesmo nível de expertise e formação.  

Agora pense: um deles tem uma identidade visual muito bonita e bem feita. O outro tem, no máximo, um cartão de visitas sem logo.  

Qual deles você escolheria?  

Provavelmente, o advogado com uma boa identidade visual.  

Isso porque as aparências realmente importam e impactam em nossas escolhas. É natural!  

Certamente, você confiaria mais no profissionalismo desse advogado.  

E se eu te dissesse que a maior parte dos advogados ainda não possui uma identidade visual!

SIM, essa é uma verdade.  

Imagine então você se destacando e sendo escolhido a partir da sua boa identidade visual.  

Seria incrível, não é? 

Posso garantir que isso é possível. Afinal, o público verá você com outro olhar.  

E as chances de você ser considerado um bom profissional e ser contratado serão muito maiores.  

3# Uma identidade visual faz o serviço ser lembrado pelos clientes 

Domínio do advogado na internet

Pode parecer redundante, mas a principal função da marca é marcar o serviço diante do público. 

Ou seja, torná-lo algo a ser lembrado.   

A identidade visual, por fazer parte da construção da marca do advogado, segue essa mesma lógica. 

Ela faz com que o advogado tenha um serviço único, profissional e, por consequência, facilmente lembrado pelo público. 

Ainda mais se o serviço for de excelente qualidade (O QUE É FUNDAMENTAL).  

Repito novamente: a advocacia é uma profissão de confiança.  

Por esse motivo, os clientes tendem a voltar se gostarem dos seus serviços.  

No entanto, se você possuir uma identidade visual bem construída e difundida nas redes sociais, por exemplo, será ainda mais fácil fazer os clientes voltarem.  

Afinal, você terá uma marca visual inesquecível e estará sempre lembrando aos clientes que você existe e poderá ajudar.  

Você quer se destacar na advocacia com uma identidade visual? 

Advogado atendendo

Uma identidade visual é composta por diversos elementos. 

Na advocacia, o principal deles é, sem dúvidas, a logomarca do serviço.  

A logo jurídica nada mais é do que um símbolo figurativo, nominativo ou misto que representa os serviços de um profissional ou escritório de advocacia. 

Outros elementos muito importantes são aqueles que servem para o contato com o público e o marketing.  

Por exemplo, o site para advogados, o cartão de visita para advogados, a assinatura de email, o papel timbrado, etc.  

Além disso, há elementos para a construção da identidade visual nas redes sociais, como a capa para facebook, os posts e o seu avatar.  

Cada um desses elementos é muito importante para a construção da identidade visual e da marca do advogado no mercado.

Para criá-los, a nossa sugestão é que você contrate uma agência ou profissional especializados em design para advogados.

Assim, você terá a segurança de contratar serviços de profissionais que entendem as necessidades da advocacia e os limites da OAB, evitando riscos indesejados.

A nossa sugestão para isso é o Legalsite, a agência de design da Legalcloud especializada em design para advogados.

Gostou do texto? Deixe o seu comentário 😀

Receba conteúdos exclusivos sobre design para advogados no Telegram

Os melhores conteúdos
de Marketing Jurídico
direto no seu e-mail!

Tudo certo! Seu e-mail está inscrito para receber nossos melhores conteúdos :)

Ops! Algum erro aconteceu. Tente novamente mais tarde.

Vade Marketing will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.