fbpx

Marketing digital para advogados: como fazer?

20 abr, 2020

Meus advogados parceiros sentiam que precisavam de mais clientes.

E sabiam que, para isso, era necessário se destacar em meio à concorrência e aparecer no Google.

Alguns deles já tinham noção de que o caminho era por meio do marketing jurídico digital.

No entanto, eles sentiam uma dificuldade muito grande em fazer isso.

Aqui eu explico as vantagens do marketing digital para advogados

Isso porque, por existirem tantas técnicas e estratégias de marketing, acabavam ficando perdidos e desanimados.

Eu também sofri com isso quando comecei a trabalhar com marketing.

E tive um trabalho duro até conseguir organizar tudo para o meu sucesso.

Mas isso passou!

Hoje, eu já consigo fazer meus advogados parceiros começarem as suas estratégias de marketing digital sem terem muitas dores de cabeça.

E quero muito ajudar você nisso.

Por essa razão, resolvi fazer um passo a passo mostrando o que é preciso para começar o marketing jurídico digital.

Receba conteúdos exclusivos sobre marketing jurídico pelo seu Telegram

Nesse texto, você:

  • Saberá como estruturar o início do seu marketing jurídico digital
  • Aprenderá como definir um foco para o marketing da sua advocacia
  • Entenderá a importância de escolher um público alvo
  • Conhecerá qual é a utilidade do site e das redes sociais para o marketing jurídico

#PASSO 1: Qual problema eu quero resolver?

Advogado que quer fazer marketing digital tem boas ideias

Se tem uma coisa que eu aprendi na vida é que tudo fica mais eficiente quando você possui foco.

No marketing jurídico digital, não é diferente.

Não adianta começar a fazer marketing digital focando em 2, 3 ou 4 problemas jurídicos distintos.

Eu tenho certeza que, dessa maneira, a chance das suas estratégias NÃO trazerem resultados será muito grande.

O melhor caminho para o seu sucesso é começar focando em um problema jurídico único.

Sabe por quê?

Porque, ao estabelecer um foco, você consegue direcionar esforços para ele e gerir as suas táticas de marketing de maneira mais incisiva.

Além disso, há um argumento ainda mais consistente.

A maioria das táticas de marketing jurídico digital tem como objetivo melhorar o posicionamento das páginas do advogado no Google.

Um dos fatores que o buscador utiliza para ranquear as páginas de um site nos resultados é o nível de autoridade que elas possuem em relação à busca feita.

Dessa maneira, se o advogado foca o seu marketing digital em assuntos distintos, há um grande risco de confundir o Google e ser ranqueado negativamente.

Não entendeu? Vou dar um exemplo.

Digamos que você esteja precisando de ajuda para a partilha de bens no seu divórcio.

Você irá ao Google e buscará algo do tipo “como é a partilha dos bens na separação?”.

O buscador irá selecionar para você as páginas que mais tiverem autoridade no assunto.

Ou seja, aquelas que, provavelmente, mais falam sobre divórcio e partilha de bens.

Isso porque a autoridade em um assunto é um dos fatores de ranqueamento mais importantes para o Google.

A lógica do buscador Google é muito interessante:

“Quanto mais um site fala sobre um assunto, mais as suas páginas podem ajudar quem faz pesquisas relacionadas a ele.”

Dessa maneira, ao tratar de diversos problemas jurídicos distintos, você perde espaço para aqueles advogados que focam muito em um único assunto.

E acaba sabotando o seu ranqueamento nos resultados do buscador.

Ou seja, acaba não sendo encontrado no Google.

Simples assim.

Está preocupado em focar em um único assunto? Eu não ficaria.

Focar o seu marketing digital em um problema único, no início, não fará você perder clientes de outras áreas.

Até porque é bem provável que eles cheguem até você de outras maneiras.

Por meio de indicações, por exemplo.

A única coisa que mudará é que você terá um foco para direcionar 100% dos seus esforços.

E provavelmente irá se transformar em uma autoridade no assunto.

Assim, finalmente, poderá ser achado no Google.

Algumas das pessoas e empresas mais bem sucedidas começaram em um único problema

Focar em um único problema, no início, não me parece um equívoco.

E eu não estou falando isso com base apenas nos advogados que eu ajudo.

Muitas pessoas e empresas de sucesso começaram a crescer a partir de um problema único.

O Facebook é um exemplo.

Inicialmente, o foco dele era resolver a dificuldade que os alunos de Harvard tinham de se encontrar nos tempos vagos.

Para isso, nos perfis, era possível verificar se o seu amigo ou a sua namorada estavam em aula ou se tinham um tempo livre.

Hoje, o Facebook cresceu ao ponto de ser a maior rede social do mundo.

Sabe o que eles fizeram?

Começaram se propondo a resolver um problema pequeno e, com o passar do tempo, passaram a resolver outros problemas.

Uma estratégia “espiral” ou “funil invertido”, como gosto de chamar.

A partir de um ponto pequeno e único, eles foram crescendo.

Incrível, não é?

Focar em um problema pequeno, mas real, é o que eu faço no início de qualquer estratégia de negócio.

E eu aconselho que você faça o mesmo.

Como saber qual é o melhor problema a abordar?

O que não falta no Brasil são problemas jurídicos a serem resolvidos.

Não é à toa que somos um dos países com o maior número de litígios do mundo.

(Fora os conflitos que são solucionados por meios consensuais).

Há problemas jurídicos que são grandes oportunidades em quase todas as áreas do Direito.

E eu não tenho dúvidas de que há muitos advogados que podem resolvê-los (nem que precisem estudar um pouquinho).

O ponto é: qual é o melhor problema jurídico para o início do meu marketing jurídico?

Há 3 tópicos que me fazem responder essa pergunta.

A sua escolha deve considerar:

  • Um problema que seja real na sua região;
  • Um problema que você se interesse em resolver;
  • Um problema que não tenha uma grande concorrência na sua região.

Não adianta escolher um problema para o qual você não vá ter clientes. É preciso mirar em um problema real.

Um problema real na sua região NÃO quer dizer um problema que todos os advogados estejam abordando.

Pelo contrário, muitas vezes trata-se de uma questão jurídica que ainda nem é alvo de litígios, mas em que você note que há oportunidades.

Basta ter criatividade. Tire um tempo para pensar sobre isso.

A ideia pode não vir hoje ou amanhã.

Mas eu garanto que, se você se dispuser a tirar um tempo para pensar sobre isso, em breve, fará uma boa escolha do seu problema alvo.

ATENÇÃO! Fuja do modelo de advocacia “full service”

Eu seria um péssimo profissional se falasse sobre focar o marketing digital em um assunto e não tocasse nesse ponto.

Eu vejo advogados que, nos seus sites, colocam que trabalham com quase todos os ramos do Direito e tentam conquistar clientes com problemas de todas as áreas.

Isso é um risco para o marketing digital!

Como já falei, é muito importante escolher um foco.

Sem um foco, o profissional acaba ficando perdido nas suas estratégias.

E acaba investindo em táticas de marketing para diversos ramos do Direito ao mesmo tempo.

O RESULTADO DISSO: ele acaba não se tornando uma autoridade no Google.

E percebe que todo o esforço feito acaba não levando a lugar nenhum.

Foque. Foque. E foque.

#PASSO 2: Quem passa pelo problema jurídico que eu quero resolver?

Advogado pensando em qual publico quer atingir no marketing digital.

Se você delimitou o problema em que irá focar inicialmente, é hora de pensar em quem será o seu público.

Basicamente, o seu público será composto por aqueles que precisam resolver o seu problema-foco.

Por exemplo, se você for um advogado consumerista e a questão jurídica que decidiu focar for “atraso e cancelamento de voos”, o seu público alvo, por exemplo, poderá:

  • Ser usuário constante de linhas aéreas
  • Possuir renda para viagens de avião

O marketing deverá ter como objetivo atingir pessoas que se encaixem nesse perfil.

Poderão surgir, também, indivíduos com o mesmo problema, mas com características distintas.

No entanto, é provável que, percentualmente, sejam minoria e apareçam esporadicamente.

O foco deverá ser no público-alvo!

Ou seja, aqueles que têm ou podem vir a ter o problema que você está disposto a resolver. 

Eu posso ser ainda mais específico com você.

Além do público-alvo, existe um conceito chamado persona.

A persona do advogado: o que é e para que serve?

A persona é o perfil de cliente que tem exatamente o problema que você pode resolver.

Ela é bem mais específica que a ideia de público-alvo, uma vez que foca em indivíduos com um perfil ainda mais detalhado.

Por exemplo, digamos que o público-alvo do problema que você apresentou seja composto por pessoas com renda para viagens aéreas e que viajem com alguma frequência.

Se você quiser focar ainda mais o seu marketing em uma persona, poderá definir, por exemplo, um perfil bem específico, como esse:

  • Mulher;
  • 35 anos;
  • Com renda de 8 mil reais;
  • Médica veterinária;
  • Que viaja de avião 3 vezes por ano;
  • E que teve um voo importante cancelado.

A utilidade de ter uma persona é direcionar muito bem o público que você deseja atingir.

Assim, você poderá escrever conteúdo para ele, fazer parcerias com sites que ele provavelmente acesse, etc.

A verdade sobre público-alvo e persona para advogados

A verdade é que o conceito de público-alvo e persona são muito próximos.

E que, dificilmente, você conseguirá separar um do outro.

O importante é que você delimite um público-alvo com o máximo de especificidades.

Assim, você saberá para quem produzir conteúdo, em que meios de comunicação você deverá estar e qual tipo de linguagem você deverá usar.

Não perca tempo tentando buscar uma persona exata.

Apenas foque em um público específico que tenha o problema jurídico que você está disposto a resolver.

Desse modo, você poderá direcionar esforços e passará ao cliente a ideia de que realmente entende a dificuldade que ele está passando.

Além do mais, por conta da especificidade, as suas páginas poderão ser ainda mais interessantes para o Google.

Isso permitirá que haja uma probabilidade ainda maior de você ser encontrado por clientes que tenham o perfil do seu público no buscador.


Você já deve ter escolhido o problema jurídico para o qual direcionará o seu marketing.

E, também, já deve ter definido o seu público-alvo.

Agora, está na hora de pensar no que você pode se destacar para conquistar clientes.

#PASSO 3:  Por que o público me escolheria como advogado?

Advogado que se destaca no marketing digital

Não adianta ser expert em um assunto jurídico e ter um público bem delimitado se você for só mais um advogado.

Para ter sucesso no seu marketing jurídico, é preciso se destacar no mercado.

E possuir diferenciais que te tornem único na advocacia.

Há alguns caminhos interessantes para isso.

Eu vou mostrar os 2 principais:

  1. Oferecer os serviços de maneira apaixonante
  2. Se posicionar como um especialista no seu nicho temático

Explicarei a vocês.

Preciso oferecer os serviços de maneira apaixonante

Não há nada que me alegre mais do que um bom serviço jurídico,

Já contratei alguns advogados que foram péssimos para mim e me causaram prejuízos.

É uma verdadeira sensação de impotência.

Por esse motivo, sempre que sou bem atendido por um profissional, valorizo muito os seus serviços.

Eu já estou com o mesmo advogado tributarista há anos, por exemplo.

Ele é realmente bom para mim e para o meu negócio.

Se você prestar um excelente serviço, os seus clientes, provavelmente, darão a você o mesmo valor que dou ao meu advogado.

(Ainda mais em um mercado tão duvidoso e estereotipado como a advocacia.)

Um bom serviço é o maior diferencial que uma advocacia pode ter.

Ele é capaz de fidelizar clientes e atrair novas contratações por meio das indicações que você recebe.

Prestar um bom serviço não significa apenas ganhar uma ação ou ter um bom resultado.

Significa, também, ser honesto, claro, demonstrar preocupação com a situação do cliente e passar confiança.

Advogados que falam com o cliente apenas uma vez por mês não prestam um bom serviço.

Advogados que demonstram desinteresse em solucionar a questão jurídica ou que utilizam uma linguagem jurídica rebuscada também não.

Bem como advogados que não são sinceros sobre a verdadeira situação do cliente.

Não há nada pior para um advogado do que um mal serviço.

Infinitas oportunidades são perdidas com isso.

Por essa razão, é FUNDAMENTAL que o advogado faça o máximo para oferecer o melhor serviço possível a cada um de seus clientes.

Não há nada que destaque melhor um profissional ou escritório de advocacia do que um serviço de qualidade.

Esse é o melhor diferencial que pode existir.

Preciso me posicionar como especialista no mercado jurídico

Em um mercado de concorrência tão grande, uma outra excelente maneira para fazer os serviços jurídicos se destacarem é por meio do conhecimento.

Quando você demonstra que tem conhecimento e sabe do que está falando, a confiança do público aumenta muito.

E faz você ser considerado um especialista no mercado.

Para ter sucesso no marketing digital, não adianta apenas ser especialista no mundo real.

É preciso demonstrar, também, que você é um especialista na web.

Isso pode ser feito de diversas maneiras.

Uma delas é por meio da produção de conteúdos na internet.

A produção de conteúdos é uma excelente maneira de demonstrar conhecimento e passar segurança para os clientes.

Textos, vídeos, webinars, etc.

Tudo que tenha o potencial de informar aumenta a confiança do público.

Quanto mais conteúdo você produzir sobre um tema jurídico específico, mais o Google e os seus clientes entenderão que você é um especialista.

Isso melhorará ainda mais se você começar a fazer parcerias e passar a ser recomendado por outros sites.

O Google valoriza muito que outros sites indiquem os links da sua página.

(Sobretudo se forem sites relevantes na internet).

Afinal, se tem alguém relevante te recomendando, é porque você deve ter um conhecimento considerável.

Que tal ser um especialista? Advogados que se posicionam dessa maneira são os que mais têm sucesso.

#Passo 4: Onde devo fazer marketing jurídico digital?

Site do advogado

Você já definiu em que focar no marketing digital.

Em quem focar.

E já sabe qual diferencial você deseja priorizar.

Agora, é o momento de escolher onde fazer o seu marketing.

Ou seja: definir quais canais você utilizará para o sucesso do seu marketing digital.

Os principais meios para o marketing jurídico são o site e as redes sociais do advogado.

Eles possuem funcionalidades distintas de acordo com os seus objetivos.

Vou explicar.

Marketing jurídico digital a partir do site

Não há nada mais importante para o marketing digital do advogado do que ter um site.

Os meus advogados parceiros não fariam nenhum sucesso se não tivessem um site.

Eu posso afirmar: o site de advocacia é A FERRAMENTA do marketing jurídico.

Por alguns motivos.

O primeiro é porque é a partir do site que o advogado passa a existir, de fato, na internet.

Sem um site, é impossível se posicionar no Google.

E é impossível se transformar em uma autoridade na internet.

As principais estratégias de marketing digital giram ao redor da existência do site:

  • O marketing de conteúdo depende da postagem de textos, vídeos, infográficos no site do advogado;
  • O linkbuilding, uma tática que se preocupa em construir uma rede de parcerias com outros sites para que redirecionem as suas páginas para os seus links, depende da existência do site de advocacia;
  • As táticas de SEO, como a análise de palavras-chave, por exemplo, dependem do site do advogado para serem executadas.

Eu arrisco a dizer, inclusive, que não há marketing digital de sucesso para advogados que não possuem um site.

Só o fato de não existir posicionamento no Google sem um site já demonstra isso.

Afinal, como você deseja conquistar clientes na internet se você não tem nem um site para aparecer no Google?

Não haverá mágica para os clientes te encontrarem na internet sem um site.

DEFINITIVAMENTE, eles não vão cair do céu.

Um bom site de advocacia é uma verdadeira necessidade.

É por meio dele que você conseguirá, DE FATO, atrair clientes na internet.

Marketing jurídico digital a partir das redes sociais

Instagram para advogados

Além do site, outros canais para o marketing do advogado são as redes sociais.

As redes sociais são excelentes para estreitar e melhorar o relacionamento com clientes ou seguidores.

Dentre elas, as que mais se destacam são: Facebook, Instagram e Linkedin.

As redes sociais não têm o mesmo potencial de conquistar novos clientes do que o site de advocacia.

Isso porque o alcance nelas é bem mais limitado que o do site, que aparece no Google.

No entanto, isso não é necessariamente um problema.

Afinal, tratam-se de funcionalidades distintas.

Enquanto o site tem um grande potencial de conquistar clientes que ainda não conhecem os seus serviços, as redes sociais possuem 3 funções:

  • Conquistar pessoas que já te seguem e ainda não contrataram serviços;
  • Melhorar o relacionamento com clientes atuais;
  • Fidelizar clientes antigos.

O marketing nas redes sociais se dá a partir da postagem de conteúdos mais curtos que no site.

E, também, a partir da divulgação do que acontece no dia-a-dia do escritório.

Pode servir, inclusive, com um meio de comunicação geral do advogado com todos os seus clientes.

Em que começar no marketing jurídico digital: site ou redes sociais?

Tudo depende de quais serão os seus objetivos.

Se você deseja conquistar clientes novos e se tornar um especialista na resolução da uma questão jurídica, o ideal é que comece com um site.

Por outro lado, se o seu objetivo for estreitar relacionamentos ou aumentar a fidelidade de clientes já existentes, as mídias sociais são o melhor caminho.

LEMBRANDO QUE: você pode investir nos dois tipos de canais ao mesmo tempo.

Há muitos advogados com site e perfis nas redes sociais.

No entanto, eu sugiro que você, ao menos no início, encontre um deles para focar nas suas estratégias.

Afinal, o foco é essencial para qualquer tática de marketing jurídico digital.

#PASSO 5: Quais táticas farão o sucesso do meu marketing jurídico digital?

Táticas de marketing digital para advogados

O marketing digital é um mundo.

Eu mesmo fiquei perdido quando comecei.

Existem infinitas táticas de sucesso e é difícil saber para que, quando e como executá-las.

No entanto, eu vou ajudar você nisso.

As principais estratégias de marketing digital são:

  • Marketing de conteúdo
  • Linkbuilding
  • Otimização para os mecanismos de buscas
  • Otimização para as redes sociais

Vamos a cada uma delas:

Marketing de conteúdo

A produção de conteúdo é uma das melhores táticas de marketing digital.

O seu objetivo é produzir conteúdos de cunho informativo para o público e, a partir deles, conquistar clientes pelo Google ou pelas Redes Sociais.

Por se preocupar em produzir conteúdos informativos, trata-se de uma estratégia que, em geral, não sofre nenhuma limitação da OAB.

Saiba mais sobre o que é permitido no marketing jurídico de acordo com o Código de Ética da OAB.

O marketing de conteúdo é fundamental porque permite que os advogados possam se tornam autoridades em seus problemas-foco na internet e, consequentemente, possam se posicionar bem no Google.

Linkbuilding

Não há nada melhor do que ser bem recomendado. E o Google sabe bem disso.

Por essa razão, um dos fatores de posicionamento das páginas de um site no buscador é o nível de recomendação que elas têm na web.

Dessa forma, quanto mais os seus links forem recomendados por outros sites na internet, melhor você será posicionado nos resultados Google.

O Linkbuilding é uma estratégia que se preocupa em aumentar a quantidade de links seus referenciados por outras páginas.

Ele tem como objetivo fazer parcerias com outros sites para difundir os seus links na internet.

Assim, você não só pode aumentar o tráfego das suas páginas, como também pode melhorar o posicionamento no Google.

No entanto, o linkbuilding é uma estratégia que só traz resultados para o seu site, uma vez que é focada no Google.

Se você deseja focar o seu marketing nas redes sociais, o ideal é que faça marketing de conteúdo nos perfis e se preocupe com a otimização das suas páginas em cada rede.

Otimização para os mecanismos de buscas

A otimização para os mecanismos de buscas (SEO) é uma estratégia focada no Google que dá muitos resultados.

Ela se preocupa em fazer com que o Google reconheça as suas páginas como boas indicações e passe a recomendá-las para pessoas que façam buscas.

Para isso, há uma série de técnicas.

Uma delas é o Keyword Research.

O Keyword research (ou análise de palavras-chave) serve para que você escolha as melhores palavras para que o seu site seja encontrado no Google.

As palavras-chave são aquelas mais procuradas no Google que tenham relação com o que você atua.

Por exemplo, digamos que você trabalhe com Direito do Trabalho.

Uma boa palavra-chave para um site que trate sobre esse tema é “trabalho sem carteira assinada”.

Há outras técnicas, como melhorar a responsividade do seu site.

Ou seja, fazer com que ele fique mais acessível ao público, sem erros ou bugs.

O SEO é uma estratégia que possui muitos estudos e informações na internet. Logo, não haverá dificuldades para você entender mais sobre como fazer sucesso com ele.

Otimização para as redes sociais

Fazer otimizações nos seus perfis das redes sociais também é uma boa estratégia de marketing.

As otimizações focam, basicamente, em aumentar o número de seguidores e em fazer você ser mais visto pelos usuários.

Para isso, há diversas técnicas.

E cada rede social possui as suas.

Por esse motivo, não posso dar uma fórmula única para todas.

Por exemplo, no Instagram, é uma boa ideia colocar algumas hashtags nas suas postagens.

Já no Facebook, é uma boa atuar em grupos que tenham a ver com seu público alvo.

Dentre diversas outras.

O ideal é que você procure por estratégias de otimização para cada uma das redes sociais que você utilizar.

Está pronto para começar o seu marketing jurídico digital?

Esse passo a passo tem ajudado muitos parceiros advogados.

Por isso, decidi compartilhá-lo com você.

Eu desejo que os advogados consigam maximizar o seu sucesso a partir da internet.

No entanto, para isso, é preciso que você entre em ação.

Obviamente, eu sei que não será da noite para o dia que você construirá um bom plano de marketing.

Você precisará pensar no que fazer, testar, mudar estratégias e refinar o planejamento com alguma constância.

Aqui eu conto as maiores vantagens de fazer marketing digital na advocacia

Planejando o marketing jurídico digital

Eu posso garantir que esse esforço dá resultado.

E que o foco é a única maneira de você fazer um bom marketing na internet.

Portanto, se você deseja fazer sucesso na advocacia, não perca tempo.

Invista o seu tempo e os seus esforços!

Deseja receber mais conteúdos exclusivos? Entre no nosso grupo do Telegram

Os melhores conteúdos
de Marketing Jurídico
direto no seu e-mail!

Tudo certo! Seu e-mail está inscrito para receber nossos melhores conteúdos :)

Ops! Algum erro aconteceu. Tente novamente mais tarde.

Vade Marketing will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.