fbpx

Como fazer um webinar jurídico – PASSO A PASSO

10 abr, 2020

Cursos e aulas online têm dado bons retornos a muitos advogados.

E eles são feitos por meio de Webinars, seminários online feitos pelo computador ou celular.

Com um pequeno investimento, é possível multiplicar os rendimentos.

Melhorar o relacionamento com clientes.

E ganhar mais visibilidade no mercado jurídico.

Os webinars têm tido muito impacto na advocacia.

Alguns advogados, que antes eram pouco conhecidos, agora são considerados referências.

Isso porque oferecem cursos e aulas com conteúdo valioso para o público.

Explico um pouco melhor sobre as vantagens do Webinar aqui.

Eu realmente acho que produzir webinars é uma das melhores chances de sucesso dos advogados.

E, por essa razão, vou dar um passo a passo para que você possa produzir um Webinar perfeito.

Receba conteúdos exclusivos sobre marketing jurídico pelo Telegram

Nesse texto, você terá um passo a passo que:

  • Ensinará você a planejar o seu webinar jurídico;
  • Fará você descobrir os melhores conteúdos;
  • Mostrará as principais maneiras de fazer marketing do seu webinar jurídico;
  • Guiará você a escolher uma boa plataforma de webinar.

O que é preciso para fazer um webinar de sucesso?

Se você nunca gravou nada, não se preocupe.

Para fazer um webinar jurídico, não é preciso ser um super apresentador.

E nem ter equipamentos cinematográficos.

O segredo é ter um bom planejamento e saber como executar.

E eu vou te ajudar nisso.

Para fazer um webinar jurídico, há 6 passos principais:

  1. Estabelecer objetivos
  2. Definir conteúdos
  3. Pensar no formato do webinar
  4. Saber como e onde divulgar
  5. Utilizar uma boa plataforma
  6. E fazer a gestão de inscritos

Esse é o passo a passo que utilizo e recomendo aos meus advogados parceiros.

Vou explicá-lo.

PASSO 1: Estabeleça objetivos para o webinar jurídico

Pensando nos objetivos de produzir um webinar jurídico

Alguns mentores falam que a melhor tática para manter o foco é saber onde quer chegar.

E eu concordo com isso.

Afinal, se eu não estabelecesse objetivos ao gerir os meus negócios, nunca teria alcançado o sucesso.

Ao produzir webinars, estabelecer objetivos também é uma necessidade.

Isso porque, sem eles, eu creio ser quase impossível não se perder durante a produção.

E levar tudo por água a baixo.

3 objetivos principais que o advogado pode desejar ao criar webinars:

  • Gerar uma nova fonte de renda;
  • Trazer sucesso aos seus serviços jurídicos;
  • Melhorar o relacionamento com os clientes.

Há diversos outros objetivos que podem ser alcançados, mas acho que esses são os principais.

E mais procurados pelos profissionais.

Quero uma nova fonte de renda

Esse deve ser o principal objetivo dos advogados que desejam produzir webinars.

E as expectativas são animadoras.

Afinal, ao oferecer um bom curso, o retorno pode ser bem grande.

E sem fazer muito, já que o webinar é um produto escalável.

Ou seja, pode ser reproduzido para diversas pessoas sem um maior esforço e sem gasto de dinheiro.

Por exemplo, imagine que vai produzir um curso online via webinar de R$ 250, com 5 aulas.

(Utilizando uma plataforma que custa menos de 150 reais por mês).

Possuindo 20 participantes, o seu retorno será de R$ 5.000!

Com 100 participantes, o seu retorno será de R$ 25.000!

Apenas em UM ÚNICO CURSO.

Que pode ser gravado em 1 ou 2 dias.

Surpreendente, não é?

NO ENTANTO, se aumentar a renda for o seu objetivo, é preciso saber algumas coisas.

1) Você precisará saber quem é o seu público alvo.

Ou seja, é necessário saber quem você vai querer atingir.

Você pode fazer o curso para outros advogados.

Ou então para outros públicos, como empresários, por exemplo. (Essa tática pode ser bem interessante se você quiser aumentar a visibilidade dos serviços jurídicos).

Saber o público alvo é essencial para definir os conteúdos a serem produzidos e articular o marketing dos seus webinars.

2) Você precisará gerar conteúdos valiosos.

Ou seja, que sejam realmente desejados pelo seu público.

Eu explicarei melhor sobre o conteúdo no PASSO 2 deste GUIA.

Quero aumentar a visibilidade dos meus serviços jurídicos

Esse é outro objetivo bem comum de advogados que desejam fazer webinars.

Afinal, ao fazer webinars jurídicos na internet, a sua visibilidade pode aumentar bastante.

E o seu sucesso como advogado também.

Vou explicar o porquê com um exemplo.

Pense que você é um advogado tributarista que decidiu fazer webinars para empresários.

Por meio de aulas gratuitas no Youtube.

Se você oferecer um bom conteúdo, com o passar do tempo, eles vão olhar para você como uma referência.

E quando tiverem algum problema sério de Direito Tributário, CERTAMENTE, lembrarão de você.

Tudo isso porque você ofereceu webinars.

E passaram a confiar no seu profissionalismo.

Quero melhorar meu relacionamento com clientes

Você não necessariamente precisa produzir webinars para fazer aulas e cursos online pagos.

É possível, também, utilizá-los para melhorar o relacionamento com clientes.

Webinars são uma excelente maneira de se aproximar da clientela.

Há alguns escritórios de muito sucesso fazendo isso.

(E ganhando mais sucesso ainda).

Eles produzem aulas e palestras online sobre temas interessantes para os clientes.

E oferecem como cortesia.

Essa é uma tática que vale muito a pena porque:

  • É barata.
  • É escalável. Ou seja, pode ser reproduzida.
  • E aproxima clientes.

Por exemplo, eu gostaria muito de receber cursos online sobre Direito e tecnologia dos meus advogados.

Isso porque eu trabalho com ferramentas tecnológicas aplicadas ao Direito.

Eu tenho certeza que não esqueceria deles por um bom tempo.

E que, provavelmente, os contrataria se precisasse de algum auxílio jurídico.

PASSO 2: Defina conteúdos para o webinar jurídico

Essa aqui é a parte que os advogados consideram mais complicada.

Mas há uma frase que uso que costuma ajudar muito.

“O conteúdo de um Webinar Jurídico precisa ser valioso.”

Ao produzir um webinar, é fundamental que se escolha um conteúdo de valor.

Ou seja, um conteúdo que realmente seja desejado e valorizado pelo seu público alvo.

Para isso, é preciso pensar nos seus objetivos.

Conteúdos do webinar jurídico

a) Quero aumentar a minha renda. O que produzir?

Se você deseja fazer webinars para aumentar a renda com aulas e cursos pagos, você deve escolher conteúdos que sejam muito desejados pelo público que você quer atingir.

Uma ideia é produzir webinars sobre temas que estejam em voga no mundo jurídico.

Ou temas ainda pouco falados, mas que sejam promissores para o futuro.

Eu costumo sugerir que os advogados fujam de assuntos que “todo mundo está falando”.

Isso não significa que você não tenha que tratar de questões que estejam em voga.

Pelo contrário.

É preciso, apenas, saber do que falar.

Vou dar um exemplo!

A LGPD causará impactos importantes no mercado.

Quando ela explodiu, surgiram muitos cursos, aulas e palestras.

Eu não aconselharia que você fizesse um curso sobre “o que é LGPD” ou “impactos da LGPD na internet”.

Todo mundo estava falando sobre isso.

No entanto, eu garanto que o seu sucesso seria maior se você fizesse um webinar sobre “o que as Startups precisarão fazer para não terem problemas com a LGPD”.

Ou então, sobre “os impactos da LGPD no trabalho dos advogados criminais”.

O importante é que o seu conteúdo seja específico e interessante para o seu público alvo.

Não adianta querer produzir um conteúdo generalista.

Você precisa gerar valor – e fazer com que queiram te assistir.

b) Quero aumentar a visibilidade da minha advocacia. O que produzir?

Se você deseja produzir webinars com o intuito de aumentar a visibilidade da sua advocacia, os seus conteúdos devem ter a ver com as suas principais áreas de atuação.

O ideal é que você analise quais são os temas mais recorrentes no seu escritório de advocacia e produza webinars que falem sobre eles.

Ou então, escolha conteúdos sobre temas em que você observe boas oportunidades de sucesso para o seu escritório.

Assim, tendo uma boa desenvoltura nos webinars, você poderá começar a aumentar a autoridade do seu escritório nesses assuntos e passará a atrair clientes a partir da sua audiência.

c) Quero melhorar o relacionamento com clientes. O que produzir?

Costuma ser mais fácil escolher o conteúdo dos webinars para clientes.

Normalmente, você já sabe as principais dúvidas.

Conhece as principais necessidades.

Ou tem ideia dos conteúdos que, provavelmente, eles gostariam de assistir.

E isso facilita bastante a decisão sobre qual conteúdo produzir.

Ainda assim, é preciso escolher um excelente conteúdo.

Um conteúdo realmente valioso.

Afinal, não adianta produzir um webinar para melhorar o relacionamento e ele ser ruim.

Pode até atrapalhar a sua relação com cliente.

O ideal é que você faça webinars com conteúdos que realmente interessem seus clientes.

E você pode decidir isso de duas maneiras principais:

1) Pensando nas questões jurídicas que eles levam a você com mais recorrência.

Por exemplo, imagine que muitos clientes chegam a você precisando resolver problemas tributários.

Você pode fazer webinars sobre esse assunto para eles.

2) Ou pensando em quem eles são e estipulando conteúdos jurídicos que possam ser interessantes.

Por exemplo, digamos que muitas mulheres cheguem a você para resolver questões de divórcio.

Esse costuma ser um assunto pontual e que, normalmente, não gera recorrência do cliente.

No entanto, digamos que muitas das suas clientes sejam mães e tenham problemas relacionados, como a alienação parental.

Pode ser interessante fazer webinars sobre essa questão.

Inclusive, chamando psicólogos e especialistas no tema.

PASSO 3: Determine o formato do webinar jurídico

Estabelecendo o formato do webinar jurídico

Se você já estabeleceu os seus objetivos e já definiu um conteúdo valioso, é hora de determinar o formato do seu Webinar.

Na minha opinião, há 3 formatos principais de Webinar:

  • Live
  • Aula
  • Curso

As diferenças entre eles são relativas ao tempo de duração e ao conceito de cada um.

Live

Uma live é uma transmissão ao vivo para o público.

Elas são mais curtas e ideais para apresentações com uma carga de conteúdo menor.

Funcionam como bate-papos e permitem interação constante com quem está assistindo.

Por serem ao vivo, não devem ser utilizadas para aprofundar conteúdos, como em uma aula online.

Em contrapartida, são excelentes para apresentar assuntos, entender o público e treinar as suas habilidades comunicativas.

Aula

Uma aula está um passo à frente de uma live.

Nela, é preciso ter um planejamento mais bem definido e uma maior estruturação do conteúdo.

A aula deve ser mais aprofundada e precisa ser mais formal.

Além disso, é preciso utilizar plataformas mais profissionais, a fim de dar maior segurança e confiabilidade para a sua gravação.

Nas aulas, é preciso ter um cuidado maior com a gestão dos escritos e, caso sejam pagas, com o pagamento.

Aqui eu falo sobre como fazer pagamentos online

Curso

Curso é um conjunto de aulas destinadas a um fim.

Ele é mais formal que uma live ou uma aula e exige mais do profissional.

Em cursos, é preciso ter um planejamento muito bem definido e uma boa estruturação das aulas.

Isso para que as aulas sejam conectadas entre si e para que haja uma coerência lógica no cronograma.

O maior risco ao produzir um curso é produzir muitos conteúdos sem haver unidade ou coerência entre eles.

Além do mais, nos cursos, é preciso criar uma agenda bem definida.

Você pode realizar aulas diárias, semanais ou quinzenais, por exemplo.

O ideal é que o espaço entre aulas não seja muito grande para evitar que o seu público fique perdido ou perca o interesse no conteúdo.

Nos cursos, é preciso se preocupar com a gestão dos inscritos e com os pagamentos, caso não sejam gratuitos.


Se você já estabeleceu objetivos, definiu o conteúdo e pensou no formato do seu Webinar, você já tem quase tudo.

O próximo passo é pensar como e onde será feito o marketing da sua aula, live ou curso online.

PASSO 4: Saiba onde e como divulgar o webinar

Pensando em como fazer o marketing do webinar jurídico

De nada adianta querer produzir um webinar se não tiver audiência.

Por essa razão, fazer o marketing do Webinar é um passo fundamental para o seu sucesso.

A sua estratégia de marketing dependerá dos seus objetivos.

E poderá se dar por diversos canais.

Facebook, Instagram, seu site, Whatsapp, email, sites parceiros, etc.

Vou explicar como você pode utilizá-los de acordo com os objetivos.

a) Como divulgar para o público da internet?

Se o seu interesse for fazer webinars para o público, o seu marketing deverá ser mais intensivo.

Esses são os casos em que você deseja produzir aulas e cursos pagos ou deseja aumentar a visibilidade dos seus serviços.

O ideal é que você use plataformas de maior contato com o público, como o Facebook ou Instagram.

Se você sentir que pouca gente verá o anúncio do seu curso nessas redes, uma boa sugestão é fazer parcerias.

Parcerias para webinars

Parcerias com perfis que tenham um maior público, nas redes sociais, ou com sites que possam se interessar pelos conteúdos que você abordará.

Se você ainda não é muito conhecido, as parcerias são o melhor caminho para ter audiência.

Basta você entrar em contato com administradores de perfis de redes sociais ou dos sites.

Normalmente, eles indicam os emails para contato.

Não tenha vergonha ou pudor de se comunicar.

Não sei se você sabe, mas sites e perfis de redes sociais famosos sobrevivem de PARCERIAS.

Basta que você mostre o quanto o seu conteúdo pode ser interessante ao público deles.

(Utilize bons argumentos).

Quer um exemplo?

Imagine que você é um advogado especialista em Direito Empresarial e que está fazendo Webinars sobre franquias.

Há diversos portais que tratam sobre franquias na internet.

Aposto que algum deles se interessará por fazer parcerias com você para divulgar o seu webinar.

Basta você apresentar bons argumentos.

E mostrar como pode ajudar o público daquele site.

Anúncios

Outro caminho que pode ser seguido para a divulgação do seu webinar jurídico é a utilização de anúncios.

Você pode veicular anúncios pelo Facebook, Instagram ou pelo Google Ads.

Eles são direcionados ao seu público alvo.

No entanto, eu preciso dar um AVISO IMPORTANTE.

Tenha muito cuidado ao veicular anúncios de webinars jurídicos.

Se você vincular a imagem do seu webinar às suas atividades de advocacia, poderá ter problemas com a OAB.

Isso porque algumas seccionais da OAB ainda não permitem que o advogado patrocine links e faça anúncios.

Você pode ler mais sobre isso no texto que fizemos sobre patrocínio de links e anúncios na advocacia.

Por essa razão, eu aconselho que, se a seccional da OAB da sua região não permitir o patrocínio, você crie uma página na internet desvinculada da sua advocacia.

Dessa maneira, não correrá nenhum risco ao veicular anúncios dos seus webinars jurídicos.

b) Como divulgar para os meus clientes?

Para estreitar relações com clientes, o ideal é utilizar canais de comunicação mais diretos.

Isso porque você já conhece o público e possui os seus dados de contato.

Email e Whatsapp são as principais ferramentas para a divulgação do webinar para clientes.

Você também pode utilizar o Facebook e o Instagram, caso tenha clientes seguidores.

Inclusive, essa pode ser uma boa estratégia para atrair, também, seguidores que ainda não se tornaram clientes.

E para demonstrar o profissionalismo e a qualidade dos seus serviços.

No entanto, se você não quiser que pessoas que não fazem parte da sua clientela vejam ou participem, o ideal é utilizar canais de comunicação mais diretos já mencionados (principalmente, email, Whatsapp e Telegram).

IMPORTANTE! Produza peças de design para melhorar o marketing do seu webinar

O melhor caminho para que o marketing dos seus webinars chame a atenção do público das redes sociais, aplicativos de mensagens ou até do próprio email é por meio da criação de peças de design.

Peças de design permitem que você demonstre o seu profissionalismo e atraem muito mais o público do que textos simples.

Para criar peças de design, você pode contratar designers gráficos ou utilizar ferramentas online, como o Canva e o Trakto.

PASSO 5: Utilize uma boa plataforma para fazer o webinar jurídico

Para fazer um Webinar, você não precisa de equipamentos de Hollywood.

Nem ser um super professor.

No entanto, é fundamental que você utilize uma boa plataforma.

Há 4 plataformas principais que eu recomendo:

  • Instagram
  • Youtube
  • Zoom
  • Demio

Contarei como funciona e para que serve cada uma delas.

Instagram

O Instagram é uma das ferramentas mais utilizadas para webinar.

É ideal para lives e aulas. No entanto, alguns já estão conseguindo fazer cursos por ele.

Possui uma boa desenvoltura técnica, com poucos delays, e avisa os seguidores quando o webinar é iniciado. 

Uma grande dificuldade do Instagram é a limitação de recursos. 

Por exemplo, não é possível compartilhar tela.

Além disso, é difícil de acompanhar as mensagens enviadas pelo público durante o webinar.

Outro problema é que, por ser uma mídia social, as pessoas que estão assistindo tendem a ficar menos tempo vendo o conteúdo. 

Youtube

O Youtube é a plataforma de vídeos mais famosa do mundo e também serve para fazer webinar.

Ele serve para lives e para compartilhar vídeos gravados.

É possível, inclusive, restringir a visualização apenas para aqueles que possuem o link do vídeo.

É mais prático que o Instagram para fazer webinars, com mais recursos acessíveis (por exemplo, o chat). 

Além disso, no Youtube, as pessoas tendem a ficar mais tempo focadas no vídeo em si, já que há menos distrações que no Instagram. 

No entanto, não possui uma gestão de inscritos completa, com lembretes personalizados e notificações por múltiplos canais. 

Além disso, assim como o Instagram, é muito limitado.

Isso porque, dependendo do seu conteúdo, pode depender da utilização de outras ferramentas, como para o compartilhamento de telas ou apresentar com mais de uma pessoa, por exemplo.

Veja aqui como fazer um webinar no Youtube

Zoom 

O Zoom é uma plataforma muito conhecida no mercado.

Ele não é focado em webinar, mas é possível utilizá-lo para isso.

É ideal para lives, aulas e cursos.

Sua maior funcionalidade é a possibilidade de integração fácil com as outras plataformas, como Facebook, Instagram e Youtube. 

Assim, o webinar pode estar em diversos locais diferentes ao mesmo tempo.

O seu custo não é tão atrativo. 

Para ter o plano de ligação e o plano de webinar, é preciso desembolsar mais de 100 dólares por mês.

Outro problema do Zoom é que, para utilizá-lo, é preciso baixar a ferramenta no PC ou no aparelho móvel.

Demio

Plataforma Demio

O Demio é a minha plataforma de webinar favorita.

É ideal para lives, aulas e cursos. 

Ele faz a gestão completa de um webinar: realiza a gestão e o controle de escritos, permite o envio de notificações, permite a adição de botões e tem um chat de boa qualidade.

Além disso, ele não possui delay e tem uma excelente experiência de uso.

Não exige a criação de contas e é 100% online, permitindo o acesso a partir do link da sala. 

Ele não possui um plano gratuito e seu plano mais barato é de 34 dólares por mês.

No entanto, eu garanto: se o seu objetivo é fazer webinars de sucesso, é a melhor plataforma.

(Eu não tenho dúvidas disso.)

Veja aqui como fazer um webinar no Demio

PASSO 6: Faça a gestão dos inscritos

Eu PRECISO falar de um ponto que quase ninguém fala na internet sobre webinars:

A gestão de inscritos!

E há 2 razões bem simples para isso.

A primeira é que você precisa notificar os interessados no webinar.

Assim, o seu público será bem maior.

Afinal, quem nunca se inscreveu em uma live ou aula online e acabou esquecendo de participar?

A outra razão é que é necessário criar um banco de dados do seu público.

Assim você poderá enviar emails e mensagens sobre novas lives, cursos e aulas online que irá produzir.

E criar uma audiência constante nos webinars.

Algumas plataformas oferecem serviços de gestão de inscritos.

O Demio é uma delas.

(Por isso eu gosto tanto dele!)

No entanto, outras plataformas, como o Instagram e o Facebook, não apresentam ferramentas para gerir inscritos.

Desse modo, você acaba tendo que registrar os inscritos de modo mais mecânico.

Inclusive, pedindo para encaminharem mensagens ou emails para você.

Pela facilidade, eu prefiro plataformas com gestão de inscritos.

No entanto, não é de todo mal utilizar as que não possuem essas vantagens.

Pode dar mais trabalho, mas outros benefícios podem ser mais interessantes para você (como a gratuidade).

Está preparado para fazer webinars?

Acho que esse passo a passo vai te ajudar muito na elaboração dos seus webinars jurídicos.

Eu só faço os meus dessa maneira.

A hora é agora.

webinar com café

Como costumo falar, 1 é melhor do que zero.

Por isso, não perca tempo.

Se achar que ainda não está pronto para fazer cursos, comece por lives ou pequenas aulas.

O importante é começar.

Com o tempo, você vai pegando o jeito.

Agarre essa oportunidade e seja feliz fazendo webinars jurídicos.

Você vai se surpreender!

Gostou do texto? Receba mais conteúdos exclusivos por meio do Telegram

Os melhores conteúdos
de Marketing Jurídico
direto no seu e-mail!

Tudo certo! Seu e-mail está inscrito para receber nossos melhores conteúdos :)

Ops! Algum erro aconteceu. Tente novamente mais tarde.

Vade Marketing will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.